Séries

Breaking Bad: 5ª Temporada (2012/13)

• Diga meu nome

Muitos afirmam categoricamente que Breaking Bad é a melhor série já feita até hoje. Em questão de trama, direção, atuações e detalhes, é de consenso geral que a produção de Vince Gilligan é praticamente imbatível. Para fechar a série com chave de ouro, Walter White nos leva a mais uma aventura com Jesse Pinkman, em busca da consolidação de seu império da metanfetamina. Antes de começar o pitaco de fato, vou colocar um aviso aqui que já coloquei em várias outras críticas. Tô até pensando em deixar este bagulho em todos, pra ficar mais fácil e ninguém me acusar de ser um SPOILADOR sacana. Lá vai:
Aqui no blog Pitacos do Leleco, não postamos spoilers nas críticas em si, somente em uma sessão separada, devidamente sinalizada. Contudo, se eu estou escrevendo sobre a segunda temporada de uma série, por exemplo, spoilers sobre a primeira não serão proibidos no pitaco, e em praticamente todas as vezes eu precisarei usá-los. Por isso, esteja avisado: se você não assistiu à temporada ou filme anterior a esse, fuja deste pitaco. Não diga que eu não avisei.
Após a chocante morte de Gus Fring, o reino oculto das drogas ficou sem um rei. Obviamente, nosso querido Waltão quer tomar o seu lugar, e com isso precisará da ajuda de Jessé Homem-Rosa, Mike e um pessoal de umas corporações bem malucas lá. A quinta e última temporada de BB é basicamente sobre isso – Heisenberg no topo. Entretanto, como muitos dizem, quanto maior o posto, maior a queda. A missão de Walter é justamente evitar que isso aconteça, pelo menos por tempo suficiente para que consiga resolver todos os seus problemas pendentes.
Pra começar, eu não acho Breaking Bad a minha série favorita. Porém, é uma questão de preferência. E de expectativa. Pra quem lê meus pitacos há muito tempo, sabe do que eu tô falando. Se você, meu caro leitor, tá chegando agora no blog ou leu só algumas críticas esporádicas, devo explicar que a expectativa é uma questão muito importante nas minhas avaliações. Sim, eu sei que eu não deveria deixar isso me influenciar, mas como eu não sou um crítico especializado, posso fazer o que quiser, muahahahaha.
Por esse motivo, no resultado final, séries como Sons of Anarchy me agradaram mais, simplesmente porque eu não sabia bem o que esperar. Quando comecei Breaking Bad, já tinha plena noção de que ela era amada por muitos, muitos mesmo. Contudo, não tem como não reconhecer que a série é simplesmente foda. Tudo naquela obra é bem feito, na moral. A construção do enredo pelo visionário Vince Gilligan é genial, com referências do começo ao fim e personagens extremamente bem desenvolvidos. Walter White é o maior deles, ainda mais por ter tido a sorte de ser interpretado por Bryan Cranston, indicado a 945849 Emmys pelo papel e vencedor de 945847 prêmios. Na primeira temporada, Walter era um professor assustado pela ameaça iminente do câncer. Na temporada final, é um homem frio, calculista e sem escrúpulos, capaz de passar em cima de qualquer um visando seus próprios interesses. Jesse Pinkman é outro personagem perfeito, emocionalmente quebrado por todas as experiências terríveis pelas quais passou. Nossa, eu tô sério nesse pitaco de hoje, né, tá na hora de eu soltar umas piadas
Apesar de todo esse panorama que a série conseguiu criar, devo confessar (não me matem!) que fiquei um pouquiiiinho desapontado com a quinta temporada. Bom, talvez “desapontado” seja meio exagero. Ainda assim, achei que ela ficou um pouco abaixo das temporadas anteriores, com alguns momentos que me deixaram até mesmo um pouco entediado. Os episódios finais, no entanto, voltam a ser frenéticos e são simplesmente nota 10. O legado que Breaking Bad deixa é bem melhor que a temporada final em si, embora ela também seja excelente. Vai ser bem difícil alguém superar a obra nos critérios técnicos e de enredo, o que a consolida no topo da prateleira das melhores séries de televisão da história.
Voltando ao assunto inicial do pitaco, deixo esta pergunta a mim mesmo – se Breaking Bad é tão foda assim, como que não é a minha série favorita? Expectativas afetam tanto assim o meu julgamento? A resposta é sim. Por exemplo, tem aquele filme O Sexto Sentido, com um final surpreendente. Eu acho ele foda pra caramba, mas teria achado mais ainda se meu tio não tivesse me contado o desfecho umas duas semanas antes. Repito, eu não deveria deixar isso afetar meu julgamento, e se algum dia eu decidir investir em crítica especializada (o que eu não tenho muito desejo, pois gosto do meu estilo), não vou levar a expectativa em conta. Maaaas aqui é o PITACOS DO LELECO E EU FAÇO AS REGRAS!!!!!
Breaking Bad já teve vários vilões, pequenos e grandes. Tivemos Tuco Salamanca, Hector Salamanca (mais ou menos, né), Gustavo Fring… mas é importante dizer que, no final, o verdadeiro antagonista é o próprio WW. Na quinta temporada, porém, mais caras do mal nos são apresentados, como o sádico Todd e o cruel Jack, conhecido também por Uncle Jack – um nome bem mais respeitoso. Outros personagens, como Hank e Skyler, também têm importância imensa na trama, assim como alguns novos, como a controversa Lydia.
O final de BB é perfeito, poético. Ao som de “Baby Blue”, me arrepio só de lembrar de tudo que levou àquele momento, e do tanto que Vince Gilligan é um verdadeiro gênio. Obrigado, cara, por nos presentear Breaking Bad. Muito obrigado. Obrigado por não estender a série desnecessariamente. Obrigado por se preocupar em construir uma história convincente. Muito obrigado. Por tudo.

 

{Nota: caso eu tenha usado algum termo desconhecido para vocês, meus queridos e queridas leitoras, não hesitem em acessar esse post aqui, ó: https://pitacosdoleleco.com.br/2017/07/11/glossario-do-leleco/}

{Nota nº 2: quer conhecer melhor a história do blog e os critérios utilizados? Seus problemas acabaram!! É fácil, só acessar esse link: https://pitacosdoleleco.com.br/2017/09/16/wiki-do-leleco/}

{Nota nº 3: bateu aquela curiosidade de saber qual exatamente é a nota desta temporada, sem arredondamentos? Se sim, dá uma olhada aqui nesse link. Se não, pode dar uma olhada também: https://pitacosdoleleco.com.br/2017/09/16/gabarito-do-leleco/}

 

~ OBSERVAÇÕES SPOILENTAS: NÃO LEIA A NÃO SER QUE JÁ TENHA VISTO A TEMPORADA INTEIRA. O AVISO ESTÁ DADO ~

 

  • Se tem uma pessoa que sofreu pra caralho, essa pessoa é o Jesse. Porra, o cara perdeu a Jane, depois perdeu a Andrea, descobriu que foi traído por um cara que admirava – ao envenenar o filho inocente de sua parceira – foi sequestrado por nazistas, isso tudo sem mencionar a dependência narcótica. Pobre Jesse.
  • Olha a expressão desse cara, velho
  • Ver o Todd e o Uncle Jack morrendo deu uma sensação tão boa, né. O que dizer do nosso menino Pinkman enforcando o primeiro com uma corrente? E o que dizer do nosso Waltão atirando na cabeça do segundo da mesma forma que este havia feito com seu cunhado?
  • Toda aquela treta com a Holly foi muito tensa, puta merda.
  • Pqp, e por falar nisso, Hank injustiçado pra caralho, bicho. Fiquei tristão por sua morte, apesar de saber que seria praticamente inevitável. Pobre Gomez também.
  • Aaaaaah, que foda o Walter finalmente admitindo que fez tudo aquilo por ele, porque ele se sentia vivo. Que atuação do caralho do Bryan Cranston, e da Anna Gunn também, que interpreta a Skyler.
  • Say. My. Name. Tem como ser mais badass que isso?
  • Lydia morrendo, eu não poderia me importar menos. Não fará falta.
  • Hank não desconfiou dessa WW?
  • Saul vazou memo. Tá certo ele.
  • Porraaaaa Walter fdp, precisava ter matado o Mike? Ele tava certo, caraio. Se não tivesse ligado tanto para ser o rei da porra toda, não precisaria ter matado o Gus, e poderia ter ficado de boa com seu negócio. Aliás, teve várias oportunidades de sair lucrando de seu ramo, mas preferiu ser ganancioso.
  • O que aconteceu com o Brock???
  • É estranho, mas é tão triste pensar nas consequências sofridas pela família do Walt :(((( ver o Walter Jr. desprezando o pai deu uma coisa esquisita no coração, deu vontade de voltar pro começo da série quando tudo estava “bem”. Ver a casa deles destruída e pichada também foi muito aaaaa
  • Heisenberg pode até ser um filho da puta, mas pensa num cara foda. Que outra pessoa colocaria uma metralhadora no porta-malas de um carro pra sair matando um monte de cuzões?
  • Só acho que Dexter deveria ter tido uma lição com Breaking Bad de como se fazer um desfecho.

 

~ FIM DAS OBSERVAÇÕES SPOILENTAS. A PARTIR DAQUI PODE FICAR DE BOA SE VOCÊ AINDA NÃO VIU ~

 

+ Melhor personagem: Walter White (menção MUITO honrosa a Jesse Pinkman)
Cara, sem palavras, sério. Talvez seja o personagem mais bem construído, desenvolvido e interpretado na história da televisão. Jesse Pinkman também é representado de maneira impecável por Aaron Paul.

Sem palavras

+ Melhor episódio: S05E14 (“Ozymandias”)
Sensacional e poderoso. Não tem como descrever de outro jeito – muitos consideram este episódio como o melhor da série. Inclusive, ganhou o Emmy de Melhor Roteiro em 2014, escrito por Moira Walley-Beckett. Destaque também para “Felina”, o desfecho perfeito de uma série praticamente perfeita.

Não sei o que dizer, apenas sentir

 

Ei, você! Tudo joia? Pois é, eu também tô bem. E já que agora temos intimidade, comenta aí o que cê achou da temporada. Opiniões são sempre bem-vindas, e é importante lembrar que nos comentários spoilers estão liberados. Se você não quiser vê-los, corre logo pra assistir e depois volte aqui, beleza?