Séries

Stranger Things: 2ª Temporada (2017)

• Bye, Byers

Antes de qualquer coisa, cante comigo a musiquinha de abertura.

TONDONDON DON DON DON DON DON TONDONDON DON DON DON DON DON TONDONDON DON DON DON DON DON taaaaan taaaaaan TONDONDON DON DON DONDON DON TONDON DON DON DON DON DON taaaaan taaaaan (6x)

Faaaaala, galera. A galinha dos ovos de ouro da Netflix finalmente botou seu segundo ovo, um dia antes do meu aniversário. A segunda temporada da série mais viciante da atualidade foi lançada às 5h da manhã do dia 27 de outubro, aqui no Brasil. Passei o dia inteiro ocupado, mas minha mente só conseguia pensar em uma coisa: Bagulhos Sinistros.
A noite chegou, e depois de comermos sanduíches com bastante bacon, chegamos em casa. Stranger Things tem uma característica bem marcante aqui na minha família. Os que assistem séries aqui em casa somos eu, meus dois irmãos e meu pai. Stranger Things foi a primeira e até o momento a única série que minha mãe assistiu pelo menos uma temporada inteira. Meu irmão mais velho viu com a noiva dele, mas a série da Netflix foi a primeira a ser assistida por todos os membros daqui de casa. Por que isso importa aqui no pitaco? Na verdade não importa. Mas eu quis comentar, então lidem com isso.
De qualquer jeito, chegando em casa, meu pai estava morto de sono e minha mãe não animou muito de assistir. Juntamos eu, meus dois irmãos e minha cunhada e fomos desfrutar da nova temporada. É verdade que minha cunhada pescou bastante e acabou indo dormir, juntamente com meu irmão mais velho. Por isso, continuamos eu e meu irmão mais novo, maratonando na sala de nossa casa.
Na madrugada do dia de hoje, meu niver (eba!), eu e meu irmão assistimos sete episódios. Sim, sete. Quase que terminamos a temporada de uma vez, mas estávamos cansados e, se fôssemos assistir, o sono poderia tomar conta e atrapalhar a experiência. Desligamos a TV e fomos dormir quase 6h da manhã, assistindo aos dois últimos episódios entre 14h e 16h da tarde, mais ou menos.
Chega de enrolação. A segunda temporada de Stranger Things se inicia com uma nova ameaça, um monstro gigante feito de sombras que só Will Byers consegue ver. No final da temporada passada, a gente pôde perceber que o Will não estava exatamente o mesmo, ficou bem óbvio. Isso passa a ser o foco da nova temporada, que tem em Will uma espécie de protagonista.
Eu ia fazer este pitaco da maneira que eu sempre faço, um grande texto mesmo. Contudo, decidi mudar um pouco as coisas e por isso vou fazer por tópicos, falando sobre as principais características de “Stranger Things 2″ – as maiores qualidades e os maiores defeitos.

Personagens

Na primeira temporada, praticamente todos os personagens tinham uma função estabelecida. Mike era o líder, Dustin o amigo engraçado, Lucas o amigo chato, Eleven a garota misteriosa; Hopper surgia como o policial do bem, Joyce como a mãe desesperada… e por aí vai. A segunda temporada deu uma maior profundidade a todos eles, fazendo-nos deixarem de ser somente elementos da trama e focando mais em suas problemáticas. A abordagem da primeira temporada não funcionaria na segunda, então este foi o primeiro acerto do novo ano da série.
Mike e Eleven, antes os principais personagens, perderam um pouquinho de espaço, sobretudo o Mike. O enredo abre mais a possibilidade de desenvolvimento dos outros, como Dustin, Hopper e PRINCIPALMENTE Will, que se torna um dos personagens mais interessantes da trama. Além do desenvolvimento destes conhecidos nomes, a Netflix introduz novas caras, e todas funcionam muito bem.
De todas as novas personagens, a que mais se destaca é Max, uma jovem garota (que lembra a Gracie de Orphan Black) da idade dos nossos queridos meninos. Descolada e craque nos videogames da vida, ela foi a melhor adição da temporada. Bob é outro que surge bem no enredo e se encaixa naturalmente, surgindo como o par de uma personagem importante. Billy, o irmão sequelado de Max, e Dr. Owens são outros bons novos nomes.
Nancy e Jonathan não mudaram muito o grau de importância na temporada, e Steve acabou se sobressaindo. O único defeito neste tópico foi Lucas, deixado um pouco de lado em incontáveis momentos. Espero sinceramente que deem mais foco a ele na terceira temporada.

Enredo/ritmo

Um fato que pode causar estranheza no começo é que a segunda temporada de Stranger Things é BEM mais parada. Os roteiristas escolheram dar um maior foco no drama, e isso dá certo em quase todas as cenas. Stranger Things 2 é mais lenta, mas muito mais intensa. O roteiro é muito mais focado nos conflitos dos personagens, em diversos momentos a ameaça da galerinha do Mundo Invertido fica em segundo plano. Podem acreditar.
Uma característica que eu também achei que devia mencionar é a semelhança com alguns jogos. Alguns lances da Eleven se assemelharam muito com as de Max de Life Is Strange. O episódio 8 parece muito um jogo de stealth. Esses pequenos detalhes foram pontos positivos.
E ah, fato importante: a temporada ganhou muita tensão romântica. Graças a Eleven não foi o foco principal, mas deu pra perceber essa peculiaridade.

Atuações

Outro ponto forte da temporada. Como disse o meu amigo Ricardo, “o que deram pra esses meninos de Stranger Things?“. Porque, sério, todos eles atuam como gente grande, e o grande destaque fica para Noah Schnapp, interpretando o Will. As crianças são na maioria das vezes as grandes responsáveis pelos melhores e mais intensos momentos de drama.

Defeitos

Vamo lá, bora falar dos pontos negativos. Por algum motivo, a segunda temporada não possui a mesma magia que a primeira nos proporcionou. Isso fica ainda mais evidente no terrível episódio 7, um capítulo pra ser esquecido.
Alguns personagens foram um pouco mal aproveitados. O maior exemplo disso foi Eleven. Meu irmão fez uma observação interessante, que foi bom eles não focarem tanto na El pra série não virar um Stranger Things That Eleven Can Do. Eles fazem isso muito bem até mais ou menos o episódio 5, quando eu comecei a me perguntar se o arco dela levaria a algum lugar.
Alguns núcleos foram mal aproveitados. A subtrama do episódio 7 poderia ter rendido uma história muito legal, mas o capítulo ficou parecendo uma mistura de Sense8 com Orphan Black. Também foi um erro eles terem dedicado um episódio inteiro só pra um tema.

O final desta temporada é bem diferente da anterior. Stranger Things 2 ficou excelente, quase no nível da primeira. Justamente por isso vou colocar uma diferença de 0,3 entre as duas.
A primeira tem mais ação, é mais frenética. A segunda tem mais drama, é mais intensa. O que une as duas é que ambas são extremamente viciantes, consolidando de vez Stranger Things como uma das melhores séries da atualidade.

 

{Nota: caso eu tenha usado algum termo desconhecido para vocês, meus queridos e queridas leitoras, não hesitem em acessar esse post aqui, ó: https://pitacosdoleleco.com.br/2017/07/11/glossario-do-leleco/}

{Nota nº 2: quer conhecer melhor a história do blog e os critérios utilizados? Seus problemas acabaram!! É fácil, só acessar esse link: https://pitacosdoleleco.com.br/2017/09/16/wiki-do-leleco/}

{Nota nº 3: bateu aquela curiosidade de saber qual exatamente é a nota desta temporada, sem arredondamentos? Se sim, dá uma olhada aqui nesse link. Se não, pode dar uma olhada também: https://pitacosdoleleco.com.br/2017/09/16/gabarito-do-leleco/}

 

~ OBSERVAÇÕES SPOILENTAS: NÃO LEIA A NÃO SER QUE JÁ TENHA VISTO A TEMPORADA INTEIRA. O AVISO ESTÁ DADO ~

 

  • EU SUSPEITEI DE PRATICAMENTE TODOS OS NOVOS PERSONAGENS E ACABOU QUE O BOB ERA UM FOFO E MORREU SENDO HERÓI, O MÉDICO ERA DE BOA E SALVOU MUITA GENTE LÁ, O JORNALISTA QUE EU ESQUECI O NOME NÃO TRABALHAVA PROS SOVIÉTICOS E O BILLY bem o billy a gente releva, né.
  • Dustin ganhou o prêmio de personagem que mais fez merda na temporada. Parabéns!
  • Meu Deus, que episódio ruimmmm o 7 aaaaaa odiei aquela Kali, muito sem graça. Que história fraca, parecia outra série. Podia ter pulado, putz.
  • Você acha que sofre na vida? Pois você definitivamente não conhece Will Byers! Se fodendo há duas temporadas!
  • Substituição em Stranger Things. Sai Luzes de Natal; entra Papéis Jogados pelo Chão.
  • Eleven e Mike, Lucas e Max, Nancy e Jonathan, Jim e Joyce… se organizar direitinho, todo mundo fica feliz.
  • Aliás, tadinho dos bebês Dustin e Steve. O Dustin é uma criança ainda, tem muito o que viver. Mas confesso que fiquei com dó do Stevezinho, ainda mais porque o cara não é mais um pnc.
  • Quase que eu coloco a Eleven como “maior decepção” da temporada. Mas não vou ser tão duro assim.
  • Billy deixou de ser Power Ranger pra ser um irmão cuzão. Bob deixou de ser amante do Frodo pra ser herói em outro lugar (R.I.P.).
  • Mano, sinceramente, quem liga pra Barb?
  • Que desperdício aquele arco da Eleven com a mãe e a “irmã”. Poderia ter sido tão mais foda, acabou sendo decepcionante.
  • Hopper e Eleven awwwww tão fofa a relação deles.
  • EVERY BREATH OU TAAAAAAKE, EVERY MOVE YOU MAAAAAKE
  • Que cena foda foi aquela da discussão entre Hopper e Eleven??? Melhor cena da temporada, disparadamente.
  • Ah, e nem venham, não vou chamar a Eleven nem de Onze nem de Jane.
  • Que merda será que vai dar na terceira temporada? Porque se eles repetirem o foco no Will, portais sendo abertos, vai ficar repetitivo. Tô curioso pra saber como vai ser. É uma pena que provavelmente só em 2019 que iremos saber.

 

~ FIM DAS OBSERVAÇÕES SPOILENTAS. A PARTIR DAQUI PODE FICAR DE BOA SE VOCÊ AINDA NÃO VIU ~

 

+ Melhor personagem: Jim Hopper
O delegado já foi um dos melhores na primeira temporada, e nesta ganhou bastante destaque. Que homem.

Quando bate a fome e dá vontade de comer um Whopper

+ Melhor episódio: S02E08 (“The Mind Flayer”)
Depois de um sofrível episódio 7, o oitavo chega com muita ação, drama e intensidade.

Doutor Octopus Shippuden

+ Maior surpresa: Will Byers
A melhor atuação da temporada foi a desse guri aqui. Palmas pra ele, cresceu demais nessa temporada.

Crianças de antigamente indo ao dentista

Ei, você! Tudo joia? Pois é, eu também tô bem. E já que agora temos intimidade, comenta aí o que cê achou da temporada. Opiniões são sempre bem-vindas, e é importante lembrar que nos comentários spoilers estão liberados. Se você não quiser vê-los, corre logo pra assistir e depois volte aqui, beleza?