Séries

Breaking Bad: 1ª Temporada (2008)

• A química do mal

 

A premiada série Breaking Bad conta a história de um professor de química fracassado que descobre ter câncer terminal e decide abandonar a vida de Proerd e investir no mercado da metanfetamina.
A primeira temporada, obviamente, foca no começo da carreira do professor Walter White, que se alia à Jesse Pinkman para ajudá-lo na distribuição da droga. A motivação de Walter para entrar nesse mundo é que ele quer deixar uma grana para poder sustentar sua esposa e seu filho Flynn Walter Jr., o garoto que adora cafés da manhã.
Walter passa a usar o nome Heisenberg e entra em uma realidade na qual obviamente não está preparado para lidar. Seu jeito meio cafona não combina com o submundo das drogas e suas primeiras ações e atitudes são até mesmo um pouco cômicas. Entretanto, Walter consegue “cozinhar” metanfetamina de modo que ela fica quase pura, o que chama a atenção dos traficantes e distribuidores e que o impulsiona a continuar o seu caminho.
Embora um pouco parada em muitos momentos, a 1ª Temporada é um bom início para uma série foda que é simplesmente a mais bem avaliada de todos os tempos pela crítica. Logo nos primeiros episódios surgem cenas que marcaram toda a série (como o Walter de cueca no deserto) e que são lembradas até hoje por todos que assistiram. Recomendadíssimo.

+ Melhor personagem: Jesse Pinkman
Mais do que somente o cara comédia dos palavrões, ele é talvez o personagem mais carismático da série, junto com o Hank. Ponto pra ele.

Yeah, science!
“Yeah, science!”

+ Melhor episódio: S01E06 (“Crazy Handful of Nothin’)
É aqui que uma das cenas mais icônicas de BB aparece. E envolve explosões. Preciso falar mais alguma coisa?

Válter Branco, o professor doidão
Válter Branco, o professor barra pesada