Filmes

Capitão América: Guerra Civil (2016)

• Guerra Fria

O filme da Marvel mais esperado do ano enfim chegou!

Sim, eu sou um vacilão. Só fui assistir duas semanas depois que estreou por motivos de dinheiro tempo. Mesmo assim, fui animadaço com meus irmãos e primos no cinema assistir essa belezinha.

Perdi o começo do filme. Pois é. A gente foi inventar de comprar milk shake e atrasou muito e acabamos entrando no meio de uma cena de ação, mas acho que não aconteceu muita coisa antes, porque deu pra entender o contexto.

Pra quem não sabe, Guerra Civil fala sobre um acordo do governo que diz que todos os heróis devem ser registrados e arcar com as responsabilidades das mortes de milhares de inocentes. Com isso, eles só entrariam em ação em alguma luta com autorização do governo. Por um lado, faz sentido esta visão, maaaaas se for parar pra pensar, em toda guerra ocorrem baixas, e é aquela coisa: ruim com os Vingadores, pior sem eles. Porém, é verdade que o surgimento destes heróis abre a possibilidade de sempre aparecerem novos vilões para enfrentá-los, então este assunto é bem complicado e pra mim nenhum dos lados está totalmente certo.

Eu sou #teamcap ou #teamstark, você me pergunta. Entendo o lado dos dois, e inicialmente concordei com o Homem de Ferro, mas no final eu já tava do lado do Capitão. É uma questão muito relativa, mas acho que o Cap tá mais certo, mesmo que tenha sido bem chatinho ele ficar defendendo o Bucky toda hora.

Certo, o filme. Dentro da proposta dele, foi quase perfeito. Cada herói teve seu espaço e o filme não ficou muito saturado (diferentemente de BvS), com um ar mais dinâmico e aquele humor característico da Marvel. O único ponto negativo que ficou mais na cara foi o vilão Barão Zemo: ele não convence em nenhum momento. Sua motivação é compreensível e tal, mas ele é bem sem gracinha, vamos combinar. É verdade que ninguém queria realmente saber do vilão, só da pancadaria entre os heróis, mas ainda assim é um ponto negativo.

Pra fugir um pouco das críticas convencionais, ao invés de ficar aqui falando do roteiro, da trilha sonora, das atuações, da fotografia como um todo, decidi falar individualmente dos cinco melhores personagens. Então lá vai:

Pantera Negra: de longe o ponto alto do filme. Você vê que um personagem vai ser foda quando a voz dele bota respeito logo de cara. Um herói imponente, habilidoso e acrobata, e que mostra a todos que além do seu traje, existe um grande homem (que homem!) com uma personalidade decente e digna. Uma surpresa para aqueles que não estavam familiarizados com ele e uma boa consolidação para os que já conheciam as histórias. [Cá entre nós, depois de ver o filme deu aquela vontade de sair arranhando as coisas e pulando por aí, né? Por favor, diga que não foi só eu].

Respeita o moço
Respeita o moço

Homem-Aranha: Peter Parker, agora mais jovem, foi muito bem interpretado pelo Tom Holland. Na moral, as piadas e brincadeiras no meio das lutas, o jeito zoeiro e a voz aguda me fizeram ter nostalgia dos desenhos antigos do Cabeça de Teia. Mesmo não sendo um dos protagonistas do filme, atraiu as atenções desde o trailer em que surgiu pela primeira vez. Porque afinal, todo mundo ama o Aranha. [Precisamos falar sobre a nova Tia May. Acredito que ela deveria aparecer mais vezes, sendo que hm, foi uma personagem legal e tal].

Shazam, carai!
Shazam, carai!

Homem de Ferro: um dos protagonistas, dividiu corações mesmo antes do filme lançar. A discussão entre #teamiron e #teamcap às vezes era mais séria que um debate sobre a pobreza mundial ou a crise econômica. Em Guerra Civil, Stark teve uma desconstrução™ muito bem feita e suas cenas com Steve Rogers chamam atenção. Esteve entre os melhores do filme. [Imagina ele lutando ao lado do Aranha e Homem-Formiga, eles provavelmente derrotariam os vilões somente com suas piadas].

É nóis que voa, bruxão
É nóis que voa, bruxão

Homem-Formiga: mesmo com uma relativamente pequena aparição, ele se destaca. Praticamente todas suas cenas possuem um toque de humor e a maioria delas é bem comédia. [Um pequeno spoiler aqui: as cenas dele gigante são simplesmente espetaculares, ri muito.]

Um pequeno grande homem.
Um pequeno grande homem

Capitão América: embora eu tenha achado ele um pouco tedioso em Guerra Civil, é importante ele estar aqui por ele ser tecnicamente o protagonista e também por representar o outro time, o que não concorda com o governo. [Depois deste filme acho que já dá pra oficializar o namoro dele com o Bucky, risos].

O líder dos rebeldes
O líder dos rebeldes

Os outros personagens também estão bem, como a Viúva Negra (esperta como sempre), a Feiticeira Escarlate (que causa o estopim da guerra mas beleza), o Bucky, o Falcão, o Máquina de Guerra, o Visão e o Gavião Arqueiro. Se fosse pra falar de cada um aqui, ficaria muito longo [já está um pouco né, hehe], então espero que entendam.

Concluindo, Guerra Civil é uma obra muito boa. Talvez tenha pecado um pouco no vilão e no roteiro, mas como entretenimento é ótimo. Não exagerou muito nas piadas, colocando-as no lugar e tempo certos, e dosou a aparição dos nossos queridos heróis com maestria. As cenas de ação são fantásticas e a química entre os atores é bonita de se ver.  Até agora o segundo melhor filme de herói de 2016, perdendo apenas para Deadpool.

É isso aí, galera, espero que tenham gostado e #partiu.