Filmes

Oscar 2017

• And the Oscar goes to…

Todo santo ano eu tenho esta mesma ideia.
Toda vez eu digo pra mim mesmo: neste ano vou ver todos os filmes do Oscar antes da premiação pra eu poder opinar melhor e não dar uma de Glória Pires, hehe. Porém, dois fatores sempre estragam meu plano: 1 – eu sempre deixo pra última hora, e 2 – OS CARAS COMEÇAM A BOTAR OS FILMES NO CINEMA POUCO TEMPO ANTES DA PREMIAÇÃO, ASSIM FICA DIFÍCIL, NÉ.
Contudo, neste ano eu entrei mais focado, concentrado em minha missão impossível. Minha maior motivação foi exatamente este blog maravilhoso com aproximadamente 4 visitantes por ano, e com a ajuda de dois amigos meus, fiz de tudo para assistir à todos os filmes, até mesmo os estrangeiros, documentários e curta-metragens. Dei meu máximo, decidi provar a mim mesmo que eu consigo, suei, lutei, meu objetivo era claro.
E falhei. Pois é. A verdade é que eu demorei demais a começar e ficaram faltando várias animações e filmes “menores”. Por exemplo, enquanto escrevo este pitaco a um dia da premiação, ainda tenho que assistir pelo menos ao Moonlight e ao Um Limite Entre Nós. Por isso estou começando este texto no sábado e provavelmente só terminarei amanhã de manhã, quando estarei mais preparado.
Mas chega de enrolação. Eu compartilhei a minha missão com esses meus dois amigos, o Ricardo (este sim assistiu a TODOS os filmes do Oscar) e o Brenno (que ficou mais ou menos igual a mim). Nós três somos fãzaços de filmes, e por isso decidimos fazer isso juntos. Eu planejo criar um canal e com sorte o pitaco do Oscar 2018 será em um vídeo, o que deixaria tudo mais fácil, mas enquanto isto não é possível, vai na base do texto mesmo.
Vou simplesmente deixar todos os indicados aqui e a aposta de nós três, sem fazer grandes comentários sobre o porquê de nossas escolhas, porque convenhamos que o texto ficaria grande demais. Então lá vai, espero acertar o maior número possível:

 

MELHOR FILME

  • A Chegada
  • A Qualquer Custo
  • Até o Último Homem
  • Estrelas Além do Tempo
  • La La Land: Cantando Estações – Ricardo
  • Lion: Uma Jornada Para Casa
  • Manchester à Beira-Mar
  • Moonlight: Sob a Luz do Luar – Eu, Brenno
  • Um Limite Entre Nós

kk eae men

Confesso que fiquei até os 45 minutos do segundo tempo apostando em Estrelas Além do Tempo, não só por ser um filmão como também por abordar o tema das minorias. Contudo, me deu um clique hoje e decidi apostar em Moonlight, que também trabalha essa ideia; se Estrelas Além do Tempo ganhar eu não sei se vou rir ou chorar.

MELHOR DIRETOR

  • Barry Jenkins – Moonlight: Sob a Luz do Luar
  • Damien Chazelle – La La Land: Cantando Estações – Eu, Brenno e Ricardo
  • Denis Villenueve – A Chegada
  • Kenneth Lonergan – Manchester à Beira-Mar
  • Mel Gibson – Até o Último Homem

Nisso nós três concordamos. A direção de Damien Chazelle, a qual já havia se destacado em Whiplash, é realmente digna do Oscar. Destaque também para Mel Gibson, mas acho que a Academia ainda não tem peito pra premiá-lo.

MELHOR ATOR

  • Andrew Garfield – Até o Último Homem
  • Casey Affleck – Manchester à Beira-Mar – Eu, Brenno e Ricardo
  • Denzel Washington – Um Limite Entre Nós
  • Ryan Gosling – La La Land: Cantando Estações
  • Viggo Mortensen – Capitão Fantástico

Mais um ponto em que nós todos temos a mesma opinião. Eu pelo menos segui a linha de raciocínio que fez Mark Rylance ganhar como melhor ator coadjuvante no ano passado, uma atuação expressiva e ao mesmo tempo econômica.

MELHOR ATRIZ

  • Emma Stone – La La Land: Cantando Estações – Brenno e Ricardo
  • Isabelle Huppert – Elle
  • Meryl Streep – Florence: Quem É Esta Mulher?
  • Natalie Portman – Jackie – Eu
  • Ruth Negga – Loving

Nessa eu tô sozinho, fazer o quê. Se a Emma Stone ganhar este prêmio, vai ser merecidíssimo, sendo que ela tava realmente monstruosa no papel. Porém, eu pessoalmente me impressionei mais com a Natalie Portman, vai saber a cabeça da equipe da Academia.

MELHOR ATOR COADJUVANTE

  • Dev Patel – Lion: Uma Jornada Para Casa
  • Jeff Bridges – A Qualquer Custo
  • Lucas Hedges – Manchester à Beira-Mar
  • Mahershala Ali – Moonlight: Sob a Luz do Luar – Eu, Brenno e Ricardo
  • Michael Shannon – Animais Noturnos

Mais uma unanimidade. Sinceramente, foi o que mais brilhou mesmo – destaque também pro Dev Patel. Contudo, eu ainda acho que a Academia deveria criar uma nova categoria para atores mirins, sendo que o atorzinho Sunny Pawar de Lion: Uma Jornada Para Casa foi simplesmente o ponto mais alto do filme, o que também ocorreu em O Quarto de Jack, de 2015, e em tantos outros espalhados por aí.

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

  • Michelle Williams – Manchester à Beira-Mar
  • Naomie Harris – Moonlight: Sob a Luz do Luar
  • Nicole Kidman – Lion: Uma Jornada Para Casa
  • Octavia Spencer – Estrelas Além do Tempo
  • Viola Davis – Um Limite Entre Nós – Eu, Brenno e Ricardo

Pra mim esta foi a aposta mais segura de todas. Além de Viola, não vi nada demais na atuação das outras, o que imediatamente a colocou como a favorita.

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

  • Damien Chazelle – La La Land: Cantando Estações – Ricardo
  • Mike Mills – 20th Century Women
  • Kenneth Lonergan – Manchester à Beira-Mar
  • Taylor Sheridan – A Qualquer Custo
  • Yorgos Lanthimos e Efthimis Filippou – O Lagosta – Eu e Brenno

Nisso eu discordo totalmente do Ricardo. Apesar de ter achado La La Land um puta filme, não o achei original, diferentemente de O Lagosta, que não consigo decidir até hoje o que achei de fato da obra. Todavia, Hollywood é Hollywood, né, então se La La Land ganhar não vai ser muito estranho.

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

  • Allison Schroeder e Theodore Melfi – Estrelas Além do Tempo – Ricardo
  • August Wilson – Um Limite Entre Nós
  • Barry Jenkins e Tarell Alvin McCraney – Moonlight: Sob a Luz do Luar – Brenno
  • Eric Heisserer – A Chegada
  • Luke Davis – Lion: Uma Jornada Para Casa – Eu

Eita, nesse todo mundo divergiu. Realmente é uma decisão difícil, pra mim fica entre Lion Moonlight, mas pode vir surpresa por aí.

MELHOR ANIMAÇÃO

  • A Tartaruga Vermelha
  • Kubo e as Cordas Mágicas
  • Minha Vida de Abobrinha
  • Moana: Um Mar de Aventuras
  • Zootopia: Essa Cidade é o Bicho – Eu, Brenno e Ricardo

Tenho quase certeza que Zootopia vai ganhar. Entretanto, quem sabe dá uma zebra?

MELHOR FILME ESTRANGEIRO

  • A Man Called Ove – Suécia
  • O Apartamento – Irã – Ricardo
  • Tanna – Austrália
  • Terra de Minas – Dinamarca
  • Toni Erdmann – Alemanha – Eu e Brenno

O filme alemão é de fato o favorito, resta saber se vai levar a estatueta.

MELHOR CURTA-METRAGEM

  • Ennemis Intérieurs
  • La Femme et le TGV
  • Silent Nights
  • Sing – Eu, Brenno e Ricardo
  • Timecode

Se um acertar, acertam todos. E vice-versa.

MELHOR DOCUMENTÁRIO EM LONGA-METRAGEM

  • 13a Emenda
  • Eu Não Sou Seu Negro
  • Fogo no Mar
  • Life, Animated
  • O.J.: Made in America – Eu, Brenno e Ricardo

Acho que o prêmio vai ficar com ele, mas tô torcendo para que a Netflix leve.

MELHOR DOCUMENTÁRIO EM CURTA-METRAGEM

  • 4.1 Miles
  • Extremis
  • Joe’s Violin
  • Os Capacetes Brancos – Eu, Brenno e Ricardo
  • Watani: My Homeland

Não vou mentir pra vocês, não assisti à nenhum destes e só tô apostando no que os meus dois bródis apostaram. Que exemplo de blogueiro estou sendo (prometo que a partir do ano que vem as coisas serão diferentes), ainda bem que sou despretensioso.

MELHOR CURTA EM ANIMAÇÃO

  • Blind Vaysha
  • Borrowed Time
  • Pear Cider and Cigarettes
  • Pearl
  • Piper – Eu, Brenno e Ricardo

Por ser da Pixar e com um tema bem interessante, acho que Piper deve levar essa estatueta.

MELHOR FOTOGRAFIA

  • Bradford Young – A Chegada – Eu e Ricardo
  • Greig Fraser – Lion: Uma Jornada Para Casa
  • James Laxton – Moonlight: Sob a Luz do Luar
  • Linus Sandgren – La La Land: Cantando Estações – Brenno
  • Rodrigo Prieto – Silêncio

Esta foi difícil de decidir. Todos os indicados têm potencial para ganhar, mas realmente acho que o mais bonito visualmente foi A Chegada. Se La La Land ganhar, não podemos dizer que será injusto.

MELHOR TRILHA SONORA

  • Dustin O’Halloran e Hauschka – Lion: Uma Jornada Para Casa
  • Justin Hurwitz – La La Land: Cantando Estações – Eu, Brenno e Ricardo
  • Mica Levi – Jackie
  • Nicholas Britell – Moonlight: Sob a Luz do Luar
  • Thomas Newman – Passageiros

Motivos óbvios, né?

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

  • “Audition (The Fools Who Dream)” – La La Land: Cantando Estações
  • “Can’t Stop the Feeling” – Trolls
  • “City of Stars” – La La Land: Cantando Estações – Eu, Brenno e Ricardo
  • “The Empty Chair” – Jim: The James Foley Story
  • “How Far I’ll Go” – Moana: Um Mar de Aventuras

Todos nós ficamos em dúvida entre as duas canções de La La Land. Contudo, decidimos que “City of Stars” foi mais marcante e teve um peso maior.

MELHOR FIGURINO

  • Colleen Atwood – Animais Fantásticos e Onde Habitam
  • Consolata Boyle – Florence: Quem É Esta Mulher?
  • Joanna Johnston – Aliados
  • Madeline Fontaine – Jackie – Eu, Brenno e Ricardo
  • Mary Zophres – La La Land: Cantando Estações

Este fiquei muito em dúvida. Todos são impressionantes, e qualquer um que ganhar vai ser merecido.

MELHOR MAQUIAGEM E CABELO

  • Alessandro Bertolazzi, Giorgio Gregorini e Christopher Nelson – Esquadrão Suicida – Eu, Brenno e Ricardo
  • Eva Von Bahr e Love Larson – A Man Called Ove
  • Joel Harlow e Richard Alonzo – Star Trek: Sem Fronteiras

Realmente foi a única coisa boa em Esquadrão Suicida.

MELHOR MIXAGEM DE SOM

  • Andy Nelson, Ai-Ling Lee e Steve A. Morrow – La La Land: Cantando Estações – Eu, Brenno e Ricardo
  • Bernard Gariépy Strobl e Claude La Haye – A Chegada
  • David Parker, Christopher Scarabosio e Stuart Wilson – Rogue One: Uma História Star Wars
  • Greg P. Russell, Gary Summers, Jeffrey J. Haboush e Mac Ruth – 13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi
  • Kevin O’Connell, Andy Wright, Robert McKenzie e Peter Grace – Até o Último Homem

Tive que ler vários artigos para entender qual a diferença entre a mixagem e a edição do som, e cheguei à conclusão que La La Land deve levar este primeiro.

MELHOR EDIÇÃO DE SOM

  • Ai-Ling Lee e Mildred Iatrou Morgan – La La Land: Cantando Estações
  • Alan Robert Murray e Bub Asman – Sully: O Herói do Rio Hudson
  • Robert Mackenzie e Andy Wright – Até o Último Homem – Brenno e Ricardo
  • Sylvain Bellemare – A Chegada – Eu
  • Wylie Stateman e Renée Tondelli – Horizonte Profundo: Desastre no Golfo

Tenho quase certeza que a disputa vai ficar entre os dois, qualquer um que ganhar vai ser justo.

MELHORES EFEITOS VISUAIS

  • Craig Hammack, Jason Snell, Jason Billington e Burt Dalton – Horizonte Profundo: Desastre no Golfo
  • John Knoll, Mohen Leo, Hal Hickel e Neil Corbould – Rogue One: Uma História Star Wars – Ricardo
  • Robert Legato, Adam Valdez, Andrew R. Jones e Dan Lemmon – Mogli: O Menino Lobo – Eu
  • Stephane Ceretti, Richard Bluff, Vincent Cirelli e Paul Corbould – Doutor Estranho – Brenno
  • Steve Emerson, Oliver Jones, Brian McLean e Brad Schiff – Kubo e as Cordas Mágicas

Imagina que louco se nenhum dos três ganha. Mas deixando a zoeira de lado, fiquei bem indeciso nesta categoria, acho que Mogli ganha.

MELHOR EDIÇÃO

  • Jake Roberts – A Qualquer Custo
  • Joe Walker – A Chegada
  • John Gilbert – Até o Último Homem
  • Nat Sanders e Joi McMillon – Moonlight: Sob a Luz do Luar
  • Tom Cross – La La Land: Cantando Estações – Eu, Brenno e Ricardo

Ah, nesta categoria La La Land é o franco favorito. Pode pintar surpresa, mas eu sinceramente acho que não.

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO

  • David Wasco (design de produção) e Sandy Reynolds-Wasco (decoração de set) – La La Land: Cantando Estações – Eu, Brenno e Ricardo
  • Guy Hendrix Dyas (design de produção) e Gene Serdena (decoração de set) – Passageiros
  • Jess Gonchor (design de produção) e Nancy Haigh (decoração de set) – Ave, César!
  • Patrice Vermette (design de produção) e Paul Hotte (decoração de set) – A Chegada
  • Stuart Craig (design de produção) e Anna Pinnock (decoração de set) – Animais Fantásticos e Onde Habitam

Também acredito que não haverá uma grande surpresa aqui.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Então, galera, estas foram as apostas daqui deste blog mundialmente famoso e reconhecido. Provavelmente errarei um monte porque nem entendo tanto assim de termos técnicos, mas como dizem as professoras do primário, o importante é competir.

Saudades dessa zoeira
Saudades dessa zoeira