Séries

Sense8: 2ª Temporada (2016/17)

• Amarga despedida

É com grande pesar que eu escrevo este pitaco.
Pra quem já leu minha resenha da primeira temporada, sabe que eu curti bastante Sense8 e percebi logo de cara que era uma série com muito potencial (pra quem não leu, tá aqui, ó: https://pitacosdoleleco.com.br/2017/04/14/sense8-1a-temporada-2015/). Anteriormente, eu disse que sua maior qualidade era também seu maior defeito: a representatividade na maioria das vezes ficou extremamente estereotipada. Mas vamos começar pelo começo.
A temporada anterior acabou com correria, mentiras do Lito e lutas da Sun. Antes do primeiro episódio da nova temporada sair, os fãs tiveram um pequeno aperitivo – o Especial de Natal, considerado o episódio 0 por alguns e o episódio 1 para outros. Vou seguir o segundo modelo pra todo mundo entender melhor.
O Especial de Natal foi de fato quase inteiramente focado em fanservice. Com a maior cena de orgia até então, a galera ficou louca e descabelada nas redes sociais. Realmente foi uma cena muito bem feita, e é nela que começamos a perceber que o nosso cluster tá ficando cada vez mais entrosado.
Além de mostrar o famoso surubão, o Especial de Natal serviu para introduzir o novo ator do Capheus. Caso você não acompanhe nada sobre a série nas internet da vida, sim, o ator que fez o Van Damme na primeira temporada foi substituído por outro. Ninguém sabe bem o porquê. Uns dizem que foi transfobia por parte do ator, outros alegam que foram “diferenças criativas”, a justificativa oficial dos produtores. Porém, eu, Leleco, acho que ele não queria participar das cenas quentes com todo mundo e a chefia não aceitou. Se for isso, eu fico dividido, pois devemos analisar os dois lados da situação.
Por um lado, todo ator tem que estar sujeito ao seu personagem, tendo que fazer sacrifícios por ele, desde que tenha sido algo acordado entre as partes. Temos o exemplo de Neil Patrick Harris – um ator gay – interpretando o garanhão heterossexual Barney Stinson em How I Met Your Mother. Porém, bora pensar na outra face do negócio. E se a orgia fosse algo que não estava previamente no contrato? E outra, se a produção realmente fazia questão de contar com o ator, tenho certeza que eles teriam arranjado uma solução, um dublê, sei lá. Contudo, pode ser que eu esteja falando baboseira e o ator realmente tenha cometido transfobia, o que seria um caso realmente grave.
De qualquer jeito, ele foi substituído. E é aqui que vem uma das minhas principais críticas. Capheus tinha uma cara de inocente, bonzinho, que nunca faria mal a ninguém. E esta era sua característica mais marcante e que deixava ainda mais legal ele ter subitamente “aprendido” a lutar. O problema é que o novo ator do Capheus acabou com toda a personalidade do anterior. Não que ele seja ruim, mas pra mim aquele lá tá longe de ser o mesmo personagem. O Capheus 2.0 tem sim cara de bondoso, mas é alto e musculoso, deixando mais crível o fato de saber lutar, o que destruiu a estigma do personagem. Se era necessário que houvesse uma substituição, eles deveriam ter pelo menos encontrado alguém com uma aparência semelhante, poxa.
Já que eu comecei criticando, agora quero ver você sorrindo. Você mesmo, que tá lendo esse pitaco, porque agora vamo falar de coisa boa.
Sense8 tá incrivelmente mais madura nessa temporada. As cenas de sexo diminuíram bastante, dando um maior espaço pra trama principal. Do jeito que eu falei, ficou parecendo que eu sou puritano, né, mas não é isso, juro. Coloco aqui o exemplo de Game of Thrones. Nas primeiras temporadas, eram mais ou menos 568904506 cenas eróticas por episódio, algo que se a gente for parar pra pensar, é desnecessário. Tanto GoT quanto Sense8 entenderam isso, e embora ainda existam algumas cenas de nudez ocasionais, elas são necessárias para a própria história.
Um dos pontos mais fracos da temporada passada foi plenamente corrigido: os vilões. Vamo combinar que com exceção do último episódio, a gente não tinha se sentido realmente ameaçado pelo Sussurros, não é mesmo? Agora o bagulho já é diferente. O vilão principal ganha mais foco, sem falar nas novas adições do mal, como Lila e o irmão pnc da Sun. Digamos que ele é um cara moonstruoso, risos.
A segunda temporada começa num ritmo frenético, fazendo um contraste com o ritmo mais lento de antes. Meu irmão falou uma coisa que realmente é verdade – a primeira temporada tinha como objetivo introduzir os personagens, seus conflitos, suas mágoas, seus sonhos e tudo mais. Após isso ser feito, a trama poderia se desenrolar e todos os arcos convergirem em um só, e foi justamente isso que aconteceu. Infelizmente, não temos mais episódios inteiros focados no melhor trio de todos, Lito, Hernando e Daniela; não temos mais tantos longos momentos românticos de Nomi e Amanita; não temos mais Capheus correndo atrás de remédios. Tudo tá mais voltado à ameaça contra os sensates, e mesmo a gente perdendo alguns dos destaques da primeira temporada, as coisas fluem bem mais rápido.
Agora, a representatividade. Muitos se recusam a reconhecer, mas o estereótipo reina aqui na série, algo meio contraditório. Vou repetir o que falei no pitaco da primeira temporada pra vocês entenderem direito. Não é meio irreal TODO MUNDO dessa série ser bonito? O casal gay ser musculoso, Lito sendo o mais machão e Hernando o inteligente que gosta de arte? Não é meio clichê a única sensate asiática saber lutar que nem o Liu Kang? Não é meio óbvio a garota que nasceu em um país nórdico ter cabelo colorido e ser DJ? Sério, acho que deveriam ter mudado algumas coisas pra deixar o panorama mais realista. Teria sido legal ver a Riley sendo a lutadora, o Hernando sendo gordo, o Will sendo corrupto. Ao tentar incluir todos os grupos sociais, sem perceber Sense8 acabou caindo um pouco nos estereótipos.
A primeira frase deste pitaco mencionou o meu pesar ao escrever isto. Sim, Sense8 acabou. Vai ter um último episódio, e assim que sair atualizarei este pitaco, mas é realmente uma pena que a série tenha sido cancelada, sendo que deixou muuuuitas pontas soltas e histórias em aberto, que poderiam se tornar interessantíssimas lá na frente.
Como eu sou versado em Penny Dreadful, o baque do cancelamento já veio um pouco mais fraco. Ainda assim, tò tristão até hoje por ver séries como 13 Reasons Why, que não precisavam de mais nada, serem renovadas enquanto séries com bastante potencial como Sense8 são canceladas. Dá pra entender pelo lado financeiro, sendo que era uma produção de custo muito alto, mas se a Netflix já sabia disso, poderiam não ter colocado tantas subtramas na segunda temporada pra poder fechar tudo direitinho. Apesar de eles terem voltado atrás e decidido nos trazer um desfecho digno, muita coisa ainda vai ficar em aberto.
Sentiremos a sua falta, Sense8, logo agora que a série melhorou tanto. Voltarei aqui com comentários do último episódio, enquanto isso só nos resta lamentar.

 

Update rápido sobre o último episódio: bom, não precisava ter sido tão longo, pois acabou ficando um pouco arrastado. Algumas decisões do roteiro eu não teria tomado, mas analisando a mensagem de amor e felicidade que Sense8 sempre quis passar, não dá pra dizer que não foi condizente com a premissa central. Considerando que tinha muuuita coisa em aberto, a série conseguiu concluir tudo de uma maneira bastante satisfatória, apesar dos incontáveis clichês.

 

{Nota: caso eu tenha usado algum termo desconhecido para vocês, meus queridos e queridas leitoras, não hesitem em acessar esse post aqui, ó: https://pitacosdoleleco.com.br/2017/07/11/glossario-do-leleco/}

 

~ OBSERVAÇÕES SPOILENTAS: NÃO LEIA A NÃO SER QUE JÁ TENHA VISTO A TEMPORADA INTEIRA. O AVISO ESTÁ DADO ~

 

  • Não dá pra entender a Riley. Em um momento ela tá chamando pelos guardas e depois ela bola um plano genial pra enganar o Sussurros. Que loucura.
  • Lila é uma otária fdp. Grrrrr, tomara que ela tenha o que merece no último episódio.
  • Aliás, que cena daora aquela do cluster inteiro lutando conta ela e o povo do bar. Só achei tosco a Nomi batendo a cabeça do nada antes daquilo acontecer. Foi ridículo demais, ela deveria ter participado.
  • Naquela cena do casamento da Teagan eu fiquei com meu irmão “não, não estraga o casamento não, Bendix. Espera um pouco pelo menos”. Ainda bem que pelo menos deu tudo certo no final.
  • Não vou negar, não entendi porra nenhuma da parte da Angelica lá. Talvez eu não tenha prestado atenção direito, mas fiquei bem confuso. Depois eu procuro nos wikis sobre a série.
  • Chorei pakas quando o pai do Will morreu. Pesado demais, mano.
  • Não sei dizer se aquele Puck é engraçado ou um babacão. Acho que os dois. E já que falei dele, o cara é basicamente uma Riley de um universo paralelo.
  • SUN, MATA LOGO SEU IRMÃO, PQP. CARA CHATO DO CARALH
  • Aquela sequência da Sun lutando com seu antigo crush foi muito linda, cara. Assim como os 8 se abraçando no cemitério.
  • Lito, a maior drama queen da História.
  • Nunca mais olharei pras estatuetas do Oscar da mesma maneira.
  • Já virei fã da senhora que ajudou a Sun. Como faz pra registrá-la como minha terceira avó?
  • Capheus, rolava de você vir aqui pro Brasil virar presidente. Critiquei agora, hein.
  • O que os fãs falaram pra Riley quando a Sun foi presa? Solta a Sun, DJ! meu deus essa foi muito ruim
  • Seu Exterminador do Futuro é o Arnold Schwarzenegger? Que pena, pois pra mim é a Sun.
  • Quando finalmente Kala e Wolfgang vão pra frente, as coisas dão errado. Coitado de quem shippa.
  • Cara, eu gosto muito do Bug. O cara é fera, haha
  • Qual é a do arquirrival do Capheus? O cara do nada ficou meio de boa.
  • Imagina que louco se o principal vilão da série fosse a Amanita. Sei que eles não teriam coragem de fazer isso, mas só imagina que reviravolta seria.
  • Esperava mais da sequência da parada em SP, pelo burburinho que fez. Foi no máximo legalzinha.
  • Outra pequena crítica: o final do episódio 11. Tudo foi corrido demais, pqp. Do nada geral tava junto e sequestrando o Sussurros. Tirou totalmente o impacto do tão esperado encontro da galera.
  • O que vai acontecer com Wolfgang??
  • Bom, o update dos spoilers é só pra dizer que fiquei bastante surpreso com a Kala quase morrendo e pirei na coragem que os roteiristas tiveram, mas não foi bem assim. Eu particularmente odeio quando uma série ou filme “mata” um personagem e depois dá um jeito mágico de “revivê-lo” só pra causar drama, e por isso fiquei um pouco desapontado, ainda que aliviado por ela ter sobrevivido. Mas como o capítulo especial era praticamente um presente para os fãs, não tinha como ser diferente. Deu pra sentir na pele a emoção dos atores e de toda a equipe responsável. E ainda tivemos momentos marcantes, como vilões sendo explodidos em helicópteros e muito mais. When you are with me, there’s no place I’d rather be…

 

~ FIM DAS OBSERVAÇÕES SPOILENTAS. A PARTIR DAQUI PODE FICAR DE BOA SE VOCÊ AINDA NÃO VIU ~

 

+ Melhor personagem: Sun Bak
Nossa garota não é mais simplesmente a mina que sabe lutar. Agora mais humana e passível de erros, Sun ganha força na série.

The Sun behind the Sun

+ Melhor episódio: S02E02 (“Who Am I?”)
You think you’re hunting us? We´re coming for you!”. Pra mim foi de longe o episódio mais empolgante da temporada.

A fotografia dessa série é incrível

+ Maior surpresa: Kala Dandekar
Vou estrear esse novo premiozinho aqui no blog. Quem já leu outros pitacos sabe que eu sempre coloquei no final só o melhor personagem e o melhor episódio. Pra dar uma inovada, decidi abrir espaço pra mais uma condecoração, na qual o vencedor tende a ser o personagem que mais evoluiu, que mais cresceu ou que mais marcou a temporada independente disso ser algo bom ou ruim.
A Kala na primeira temporada era uma das sensates que eu menos gostava. Na segunda, ela evoluiu demais. Eu iria colocá-la como melhor personagem, mas seria injustiça com a Sun. Entretanto, não poderia deixar a Kala de mãos vazias e por isso tô inventando essa moda aqui. Se eu perceber que foi uma novidade bosta, volto pra configuração original, rs.

A mais linda da série

 

Ei, você! Tudo joia? Pois é, eu também tô bem. E já que agora temos intimidade, comenta aí o que cê achou da temporada. Opiniões são sempre bem-vindas, e é importante lembrar que nos comentários spoilers estão liberados. Se você não quiser vê-los, corre logo pra assistir e depois volte aqui, beleza?