Séries

Supernatural: 1ª Temporada (2005/06)

• A primeira de muitas

 

Salvando pessoas, caçando criaturas… sabe como é, o negócio da família.
Supernatural conta a história de dois irmãos, Sam e Dean Winchester, que percorrem os Estados Unidos em um Impala ’67 à procura de espíritos, monstros e demônios que atormentam os indefesos cidadãos. Ao longo do caminho, surgem várias novas ameaças que exigem o máximo dos irmãozinhos.
A primeira temporada foca no misterioso sumiço do pai deles, John Winchester, e na enigmática morte de Jess, namorada de Sam [nem venham chorar que é spoiler porque isso acontece no primeiro episódio, obrigado]. A partir daí, ele e Dean decidem ir atrás de respostas, encontrando vários problemas pela frente.
Mesmo com um objetivo em mente, a série possui muitos “fillers”: aqueles típicos episódios que só servem pra encher a temporada. Mas isto não é necessariamente uma coisa ruim, porque vários deles são muito legais, e vale mencionar que alguns carregam um clima interessante de terror [tenho uma amiga que morre de medo de “Bloody Mary” e até hoje não assistiu ele inteiro, mas essa é outra história].
O entrosamento dos protagonistas é o ponto alto. Os dois atores têm esta qualidade, o que contribuiu muito para a série estar no ar até hoje. A interação, mesmo entre os secundários, é de fato o que faz SPN ter um lugarzinho em nossos s2.
Olha, eu recomendo que assistam esta temporada. Um bom enredo principal com boas histórias paralelas, que conquistaram rapidamente milhões de fãs loucos devotados por todo o mundo. Já aviso, os efeitos especiais são bem toscões, mas a gente acostuma com o tempo.

+ Melhor personagem: Dean Winchester
O jeito sarcástico e divertido de Dean fez de cara a maioria gostar dele, e eu estou incluído neste grupo. Meg também surge como uma boa coadjuvante.

Olhando assim nem parece que o cara caça demônios no dia-a-dia
Olhando assim nem parece que o cara caça demônios no dia-a-dia

+ Melhor episódio: S01E09 (“Home”)
A história principal fica um pouco mais clara neste capítulo, mas também faço uma menção honrosa ao episódio 12, Faith, que foi o que me fez viciar na série.

Eu vendo os efeitos especiais da primeira temporada
Eu vendo os efeitos especiais da primeira temporada